fbpx
Compartilhe :

Regularização de CPF: fique em dia com suas dívidas

Saiba tudo sobre a regularização de CPF, situação essencial para se manter em dia com a Receita Federal e evitar problemas

O Cadastro de Pessoas Físicas, popularmente conhecido como CPF, é um documento essencial para os brasileiros, utilizado em diversas situações, de forma que irregularidades nele podem acarretar diversos transtornos. Saiba mais sobre como consultar e efetuar a regularização de CPF para se manter em dia com a Receita Federal.

Regularização de CPF: o que é e como consultar

O CPF, Cadastro de Pessoas Físicas, é um documento crucial para a identificação de cidadãos brasileiros. Cada número é único e definitivo, atribuído pela Receita Federal, responsável pelo banco de dados. O CPF é importante em diversas situações cotidianas, de forma que ter um CPF irregular pode causar muitos transtornos.

Assim, para verificar se o seu CPF está irregular, é possível fazer uma consulta simples no site da Receita Federal e seguir estes passos.

  • Acesse a página de serviços da Receita Federal.
  • Digite o número do seu CPF.
  • Insira sua data de nascimento.
  • Complete a validação de segurança, clicando em “sou humano”.
  • Clique em “consultar”.

Após esses passos, você terá acesso ao seu comprovante de situação cadastral no CPF, que inclui informações como o número do CPF, nome, data de nascimento, situação cadastral, data de inscrição e dígito verificador. Por isso, é importante manter esse documento salvo, pois pode ser solicitado em diversas situações. Por exemplo, fazer um financiamento ou se cadastrar em instituições financeiras.

Situações que necessitam a regularização de CPF

As diversas situações que podem deixar um CPF irregular estão relacionadas a diferentes categorias, conforme definido pela Receita Federal.

  • CPF Nulo: ocorre quando é identificada alguma fraude na sua inscrição, como a multiplicidade de CPFs, ou seja, ter mais de um CPF inscrito no mesmo nome. Nesse caso, o fraudador emite vários números de CPF no nome da pessoa, alterando apenas algumas informações como sobrenome, data de nascimento ou filiação.
  • CPF Suspenso: ocorre quando há algo errado ou incompleto no cadastro do contribuinte. Geralmente, essas inconsistências aparecem quando há divergências no nome, data de nascimento ou nome da mãe. 
  • CPF Cancelado: na maioria dos casos, o cancelamento do CPF é solicitado pelo próprio portador, principalmente em casos de roubo ou perda de documentos. Além disso, erros no processo cadastral, como a emissão de um número de CPF repetido, também podem levar ao cancelamento do CPF.
  • Titular Falecido: ocorre após o falecimento do titular do CPF.
  • Pendente de Regularização: é o caso em que o contribuinte deixa de entregar a declaração do Imposto de Renda pelo menos uma vez a cada 5 anos. 

Em resumo, ter um CPF irregular pode acarretar uma série de consequências na vida cotidiana. Por exemplo, problemas com a abertura e movimentação de contas bancárias, participação em concursos públicos e vestibulares, obtenção de crédito, emissão de documentos etc.

Como efetuar a regularização de CPF?

Alguns passos simples podem corrigir irregularidades com o CPF. 

Para acompanhar a solicitação:

  • Acessar a página de consulta.
  • Informar o local de atendimento, código de atendimento, data de nascimento e data do atendimento.

Após solicitar a regularização, é preciso comparecer a uma unidade da Receita Federal em até 90 dias, conferindo a lista de documentos necessários. 

Precisa de uma consultoria para ter seu CPF livre de qualquer complicação? Fale com a Talst e saiba como!