fbpx
Compartilhe :

Quando termina o prazo do Imposto de Renda 2023?

A declaração de IR é uma preocupação de muitos brasileiros. Com o fim do primeiro trimestre, é importante ficar atento com o prazo Imposto de Renda 2023 que está se aproximando.

Isto é, os contribuintes têm menos de três meses para reunir todas as informações necessárias e enviar suas declarações à Receita Federal.

Vale lembrar que a declaração de Imposto de Renda é obrigatória para quem recebeu, em 2022, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Sendo assim, acompanhe na leitura deste artigo informações importantes sobre o prazo Imposto de Renda e quando começa o pagamento das restituições.

Prazo Imposto de Renda 2023

Segundo a Receita Federal, o prazo Imposto de Renda termina no dia 31 de maio, às 23h59 do horário de Brasília. Então, os cidadãos têm até este período para realizar a declaração corretamente.

O processo de declaração é feito online, pelo site da Receita Federal, ou por meio do programa gerador disponível para download no computador.

Sendo assim, é importante que os contribuintes reúnam todos os documentos, como informes de rendimentos, comprovantes de despesas médicas e educacionais, entre outros, para enviar à Receita.

Além disso, é importante saber que, quem perder o prazo Imposto de Renda 2023 estará sujeito ao pagamento de multa, que começa em R$165,74 e pode chegar até 20%.

Documentos para declarar Imposto de Renda

A declaração do Imposto de Renda é uma obrigação tributária anual para a maioria dos brasileiros.

Ou seja, quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70, ou recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte acima de R$ 40 mil também deve declarar.

Portanto, para realizar o envio corretamente e evitar problemas com a Receita Federal, é importante ter em mãos todos os documentos. Veja quais são os principais.

Informe de rendimentos

O informe de rendimentos é um documento fornecido pela empresa ou instituição onde contribuinte trabalhou em 2022.

Sendo assim, esse documento contém informações sobre os rendimentos recebidos ao longo do ano, além de descontos, contribuições e impostos pagos.

Comprovantes de despesas dedutíveis

Para reduzir o valor do imposto devido, é possível deduzir algumas despesas, como despesas médicas, odontológicas, educação, pensão alimentícia e previdência.

Logo, é fundamental ter em mãos os comprovantes dessas despesas para poder declarar corretamente.

Comprovantes de rendimentos de aluguel ou venda de bens

Quem recebeu rendimentos de aluguel em 2022, ou vendeu algum bem, como um imóvel ou um veículo, também deve ter o comprovante desses rendimentos para declará-los.

Documento de identificação

Ademais, o contribuinte também deve ter os documentos básicos de identificação, como RG ou CNH, para realizar a declaração do Imposto de Renda.

Além desses, é possível que outros documentos sejam necessários dependendo da situação, por exemplo, comprovantes de rendimentos recebidos no exterior, declarações de impostos de outros países, entre outros.

Como declarar Imposto de Renda

Agora que você sabe que o prazo Imposto de Renda termina dia 31 de maio e quais são os documentos necessários, também deve conhecer as possibilidades de envio da declaração.

O preenchimento online através do programa gerador é uma opção para declarar o Imposto de Renda.

Neste caso, é possível acessar osite da Receita Federal e utilizar o serviço “Meu Imposto de Renda”. Para tanto, basta escolher o sistema operacional do computador para fazer o download.

É preciso saber que essa alternativa é a mais prática e simples, pois, os dados já estão pré-carregados no sistema, basta inserir as informações restantes.

Além disso, também é possível declarar através do Portal e-CAC, também disponível na loja de aplicativos para Android e iOS.

Para preencher a declaração do Imposto de Renda corretamente, é importante ter atenção aos detalhes e conferir todas as informações antes de enviar.

No entanto, para quem tem dificuldades em declarar o Imposto de Renda, é possível contar com a ajuda de um contador especialista, como os profissionais da Talst Contabilidade.

Nossa equipe é especialista em declaração de IR para orientar com eficiência e agilidade, para aproveitar as deduções corretamente. Saiba mais informações!

Qual o prazo das restituições?

As datas da restituição do Imposto de Renda são definidas pela Receita Federal e consideram a ordem de envio da declaração e as prioridades estabelecidas por lei.

Portanto, em 2023, a restituição do Imposto de Renda será feita em cinco lotes, que serão liberados mensalmente, conforme o seguinte calendário:

1º lote — 31 de maio

2º lote — 30 de junho

3º lote — 31 de julho

4º lote — 31 de agosto

5º lote — 29 de setembro

Todavia, a prioridade para a restituição é dada a idosos, pessoas com deficiência física ou mental e contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Isso porque a ordem de envio da declaração do Imposto de Renda também influencia na data da restituição.

Por fim, caso haja alguma inconsistência na declaração, o contribuinte pode cair na malha fina. Por isso, é fundamental preencher a declaração com atenção e conferir todas as informações antes de enviar.

Recebimento da restituição através do Pix

A partir deste ano, os contribuintes que declararam Imposto de Renda através da declaração pré-preenchida, com direito à restituição, poderão receber o dinheiro através do Pix.

Para isso, é necessário que o contribuinte informe seu CPF e chave Pix na hora de preencher a declaração. Essa opção é apenas uma das formas disponíveis para a restituição do IR.

Desta forma, o contribuinte ainda pode optar pelo depósito em conta-corrente ou poupança, sendo necessário informar os dados bancários corretos na hora do preenchimento da declaração.

Ainda tem dúvidas sobre o prazo Imposto de Renda? Consulte um de nossos especialistas e fique por dentro de todas as informações.