fbpx
Compartilhe :

Para que serve a escrituração livro caixa?

Entenda o que é a escrituração livro caixa

A escrituração livro caixa é o registro detalhado das movimentações financeiras de uma empresa, fundamental para manter a organização e a transparência das transações. Esse registro contábil é essencial para empresas que optam pelo Simples Nacional e facultativo para as que estão no Lucro Presumido. Assim, com o livro caixa em dia, é possível ter uma visão clara da saúde financeira do negócio, facilitando a tomada de decisões e o cumprimento das obrigações fiscais. 

Saiba mais sobre essa ferramenta e dados essenciais que ela deve conter.

Escrituração livro caixa: o que é?

Qualquer negócio possui diversas responsabilidades financeiras e fiscais que devem ser atendidas para evitar problemas com a Receita Federal, sendo uma delas o livro caixa. Ele é manejado por contadores e equipes financeiras que registram as entradas e saídas diárias de um negócio.

Portanto, o livro caixa é uma ferramenta essencial para o registro contábil das empresas, onde são registradas todas as entradas e saídas de dinheiro em um período determinado, seja ele diário, mensal ou anual, dependendo do porte do negócio.

Além disso, quando bem estruturado, o livro caixa facilita a elaboração da Demonstração de Resultados (DRE) e do Balanço Patrimonial. Isso também ajuda a evitar problemas contábeis com a Receita Federal.

Embora possa parecer semelhante, o livro caixa e o fluxo de caixa são diferentes. Enquanto o livro caixa registra os pagamentos e recebimentos realizados em dinheiro em um período específico, o fluxo de caixa considera todas as transações financeiras de um negócio, incluindo atividades de financiamento e investimentos.

Por fim, além de registrar corretamente e mapear o fluxo financeiro, é essencial entender a importância desse item para que a empresa possa colher os benefícios de uma gestão financeira eficiente, o que garante a saúde do negócio e fornece informações estratégicas para a tomada de decisões.

O que deve contar a escrituração livro caixa?

Os dados essenciais da escrituração livro caixa são fundamentais para manter o controle financeiro da empresa em ordem. Veja alguns deles a seguir.

  • Data da transação: registrar a data de cada transação financeira permite organizar as saídas de dinheiro de forma cronológica, facilitando a compreensão e a gestão das finanças.
  • Histórico do registro: o histórico do registro identifica a finalidade de cada transação, fornecendo uma justificativa para os gastos ou ganhos. Esse dado é essencial para auditorias ou para prestar contas às autoridades fiscais.
  • Entradas de caixa: são todos os ganhos financeiros que a empresa teve em determinado período, incluindo dinheiro recebido, depósitos bancários, entre outros. Assim, controlar essas entradas é fundamental para calcular o saldo final do livro caixa.
  • Saídas de caixa: representam os valores pagos pela empresa a outras entidades ou pessoas físicas. Aqui, é importante registrar os valores pagos em dinheiro ou por meio de crédito em conta.
  • Saldo final: é a diferença entre as entradas e saídas financeiras, indicando o montante disponível em caixa em determinado período. Para calcular o saldo final, utiliza-se a fórmula: Saldo atual = Saldo anterior + Recebimentos – Pagamentos.

Por fim, com o saldo final, é possível analisar se a empresa está gastando mais do que está recebendo, auxiliando na tomada de decisões financeiras. Portanto, é crucial preencher corretamente todos os dados do livro caixa para garantir análises precisas da situação financeira do negócio.

Solicite auxílio profissional para estabelecer essa prática com sucesso em sua empresa! Fale com a Talst para uma consultoria personalizada.