Quer empreender? 10 Negócios que só cresceram na pandemia

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

A crise econômica fez com que muitos empreendedores revissem as formas de fazer negócio para permanecer com suas empresas e comércios abertos. Entre tantos setores que foram afetados pela pandemia, muitos puderam sobreviver graças a adaptações necessárias para o momento, e apesar de tantos efeitos colaterais negativos dessa crise, alguns empreendedores foram beneficiados com o cenário e conseguiram garantir o seu espaço no mercado, e passaram a gerar lucros e empregos.

Há quem diga que este não é o melhor momento para empreender, no entanto se os seus olhos brilharam só de saber que empreendedores conseguiram se destacar no mercado aproveitando as oportunidades da crise, então também ficará feliz em saber que vamos te apresentar 10 negócios que só cresceram na pandemia, e se você ainda quer empreender, te convidamos a ler este artigo até o final para tomar uma boa decisão.

Embora muitas empresas estejam se recuperando da crise, a boa notícia é que entre março e setembro de 2020, o número de empresas abertas no Brasil  incluindo filiais foram de 1,92 milhão e somente em setembro o número de novos empreendimentos que nasceram no país foram cerca de 328 mil, segundo o Mapa de Empresas, divulgado pelo Ministério da Economia. Já o número de empresas que fecharam, é consideravelmente muito menor, 570 mil empresas foram encerradas. Ainda que a diferença seja grande, a procura por novos modelos de negócio continua em alta, o cenário econômico tem feito com que muitos empreendedores enxerguem oportunidades diante das necessidades.

Mesmo sabendo que alguns negócios tiveram que ser fechados e suas atividades encerradas, grande parte de serviços foram considerados essenciais, e isso pôde dar um respiro para o comerciante continuar vendendo e quem achou que seria impossível crescer na pandemia se enganou, veja a seguir alguns setores que continuam faturando.

 

1- Serviço de Delivery

 Para todo comerciante dono de bares, restaurantes e afins, o serviço delivery se tornou uma salvação, afinal, as pessoas continuam consumindo em suas casas, pelo fato do serviço de alimentação ter sido considerado essencial  mesmo de portas fechadas, as entregas de comida permaneceram e fez com que o setor sobrevivesse.

Após a crise, o serviço delivery com certeza vai continuar, o hábito de pedir comida através de aplicativos tem se intensificado cada vez mais e influenciado outros setores a migrar para esse formato de atendimento para não parar totalmente.

O serviço de entrega já é considerado bastante conhecido por supermercados, farmácias, pet shops e também para empreendimentos que necessitam de entregas rápidas de documentos, entretanto, a crise fez com que esse modelo de negócio permanecesse em evidência devido a necessidade de manter-se em isolamento social e quem se adaptou a este modelo conseguiu  ter lucratividade nos últimos meses, então que tal considerar a possibilidade de apostar no serviço de delivery?

2- Cursos Online

A crise econômica gerou a necessidade dos profissionais se manterem capacitados e atualizados constantemente, seja para manter seus empregos ou para começar algo novo e isso também se tornou uma oportunidades para milhares e milhares de pessoas compartilharem seus conhecimentos em diversas áreas através de cursos online.

Se reinventar profissionalmente e ampliar os horizontes é também uma forma de superar a crise e estar preparado para o dia de amanhã, mesmo sem poder sair de casa, o ensino a distância obteve uma grande demanda e não só para os adultos, como também para as crianças e adolescentes. Hoje podemos ver na internet cursos voltados para gestão financeira, idiomas, tecnologias, gastronomia e empreendedorismo.

Independente da área de atuação, é totalmente possível ensinar através de uma plataforma online, e obter uma renda compartilhando o seu conhecimento é sem dúvida um bom negócio, pois o que mais existe hoje são pessoas à procura de novas informações seja para se aperfeiçoar como profissional ou suprir alguma necessidade. E você, já imaginou ensinar alguma habilidade na internet e ainda ganhar dinheiro com isso?

3 – Academia em Casa

Mesmo com as academias fechadas, o cuidado com o corpo e com a saúde também se tornou essencial e muitos professores e instrutores tiveram que se adaptar durante a pandemia. As academias passaram a alugar equipamentos para conseguir uma renda, os professores começaram a dar aulas online ou vender cursos com o apoio de alunos.

O setor fitness é uma área que teve um grande crescimento durante o período de pandemia, pudemos acompanhar profissionais ensinando a se exercitar em casa com recursos próprios e através das redes sociais. Para quem é do mundo fitness ainda é possível juntar o útil ao agradável, fazer o que gosta e ainda obter uma renda uma vez que o cuidado com a saúde e com o corpo são sempre essenciais.

  

4- Produtos e Serviços de Beleza

Ainda falando sobre cuidados com o corpo, passamos para o setor de beleza, essa área também permaneceu em alta e resistiu bem a crise causada pela pandemia. Mesmo em casa as pessoas não deixaram de se autocuidar, só nos últimos meses os números de produtos comprados para o cuidado com a pele, cabelos e unhas teve um grande crescimento no setor de ecommerce e já os serviços voltados para estética com atendimento em domicílio também.

Se você tem interesse em investir em serviços de manicure/pedicure, cabeleireiro e barbearia ou até mesmo na venda de produtos de beleza, saiba que o setor vai continuar próspero nos próximos meses e anos.

  

5- Serviços para Pets

Como muitos pets são considerados membros da família, o serviço também se tornou essencial, embora o mercado pet ainda continue em expansão no Brasil, alcançando o 3º maior segmento, não ocorreram quedas significativas.

Para muitos pet shops que tiveram que se adaptar à crise e continuar sobrevivendo, a alternativa foi investir em serviços móveis de banho e tosa, loja online de produtos, serviços terapêuticos entre outros. Enquanto as atividades não retornam totalmente para minimizar ainda mais o impacto da crise, é fundamental ter criatividade para continuar inovando e se manter firme no mercado e se você deseja investir no mercado pet, aposte em alternativas de venda de produtos online para iniciar o seu negócio e ir crescendo aos poucos.

 

6- E-commerce

A venda pela internet continua a todo vapor e as lojas virtuais conhecidas como e-commerce nunca lucraram tanto, afinal, em meio a pandemia e com isolamento social, a compra pela internet se tornou indispensável. Empreendedores de diversas áreas passaram a investir no setor de vendas de produtos online como um meio de garantir seu espaço no mercado, e assim  claro, garantir a venda de seus produtos por meio de um recurso totalmente eficiente.

Mesmo após a retomada da economia, este modelo de negócio ainda vai continuar em ascensão e com objetivo de continuar facilitando a vida do consumidor. Para se ter uma ideia, a adaptação ao e-commerce é tão grande que podemos encontrar os mais variados produtos sendo vendidos na internet.

Investir no e-commerce vale muito a pena desde que seja para comercializar produtos e aprender técnicas de marketing para garantir as vendas também é uma boa alternativa, por isso separamos esse artigo para você descobrir como faturar ainda mais com a sua loja e os seus produtos mesmo durante a pandemia.

  

7- Produtos Naturais

O isolamento social obrigou muitos profissionais a trabalhar em casa e parte de suas preocupações com a alimentação e saúde se tornaram prioridade, sendo assim, passaram a optar pela compra de produtos naturais como alternativa de cuidados.

É fato que diante de um problema que envolve a saúde da população, a busca por alimentos mais naturais e orgânicos tem sido muito comum e tudo porque durante o período de pandemia o medo falou muito mais alto, e consequentemente fez com que os consumidores mudassem o seu comportamento.

Muitas empresas do ramo de alimentação têm aproveitado essa oportunidade, no entanto para quem gosta da área, pode optar por fazer marmitas com produtos orgânicos ou vender produtinhos online como temperos, óleos, grãos, cereais e chás e fazer a sua divulgação pelas redes sociais. 

 

8- Ateliês de Costura

Logo no início da pandemia, as máscaras de proteção facial só eram encontradas em farmácias e após a recomendação da OMS – Organização Mundial da Saúde para o uso de máscaras de tecido, o número de oficinas de costura que até então pareciam estar extintas ganharam um grande protagonismo.

Hoje para quem ainda precisa sair ou ir ao trabalho é recomendável ter pelo menos três máscaras na bolsa e essa tem sido uma grande oportunidade de fabricação para os ateliês de costuras e donas de casa, bem como para as grandes fábricas têxteis que também passaram a confeccionar e vender diversos modelos de máscaras.

 

9- Motorista de Aplicativo

 Com a economia ainda incerta, muitas pessoas já mudaram de profissão seja porque perderam seus empregos ou para completar a renda, de todo modo, os motoristas de aplicativos continuam ocupando um grande espaço no mercado.

Já para quem está aberto às oportunidades de trabalho, podemos considerar uma boa alternativa para ganhar alguma renda extra, porém para aqueles que desejam fazer disso uma profissão, existem muitas vantagens que devem ser levadas em conta, como fazer seu próprio horário, desconto no combustível, descontos em graduação de universidades entre outros. Já pensou em analisar essa opção com mais calma?

  

10- Programação e Tecnologia

E já que estamos falando em tecnologia, para quem quer trabalhar com programação certamente é uma excelente alternativa para investir, afinal hoje em dia, na “Era da Informação”, qualquer empresa precisa de um programador para fazer o negócio decolar.

Na área de programação o profissional é responsável por criar e desenvolver diferentes softwares para computadores, bem como aplicativos, websites e sem contar as infinitas possibilidades de atuação no ramo de tecnologia. Se você achou interessante, aposte em cursos de capacitação para aprender mais, você pode se dar muito bem.

Agora que você já conferiu os 10 negócios que só cresceram na pandemia e tem desejo de empreender em uma dessas áreas de atuação, então está na hora de  obter algumas dicas de economia para manter seu negócio mesmo em tempos de pandemia.

  • Faça cursos de capacitação: Busque cursos para continuar atualizado e capacitado em sua área de atuação, os empreendedores que são mais capacitados, conseguem se levantar com mais facilidade diante de uma crise.
  • Organize as despesas e negocie as contas: Separe as despesas pelos tipos de gastos, assim é possível saber a quantia necessária para cada despesa, bem como para manter o negócio durante os próximos meses. Da mesma forma funciona para manter o controle de caixa, você pode tentar negociar as contas, reduzir o consumo das contas de energia, água, telefone e de contratos terceirizados caso houver. 
  • Pesquise melhores opções de crédito: Analise as melhores instituições bancárias com boas linhas de crédito para que você não fique endividado e tenha prejuízos no futuro, verifique as diferentes modalidades com as maiores carências e juros menores. 
  • Interaja mais com os clientes: Se manter perto dos clientes é extremamente importante, por isso entre em contato pelas redes sociais e ofereça seus serviços ou produtos, apresente suas novidades assim como seus diferenciais, faça uma pesquisa e procure saber o que os clientes estão pensando e procurando, dessa forma você terá mais ideias para acrescentar negócio 
  • Aposte na venda online e faça promoções: Aproveite as mídias  para divulgar melhor seus produtos e serviços, faça promoções de produtos que estão no estoque há um bom tempo, coloque um preço bem atrativo para obter boas vendas, crie um cardápio virtual onde você poderá compartilhar através do WhatsApp e aposte também no serviço delivery para manter suas vendas em alta.

 

E agora, sente que está mais preparado para empreender? Explore as áreas que mais chamou a sua atenção e avalie as opções que mais se encaixam no seu perfil, pois temos certeza que será um sucesso! E para te ajudar ainda mais nessa nova jornada, ao abrir o seu CNPJ  com a Talst você não paga absolutamente nada e ainda recebe orientações de especialistas qualificados na sua área de atuação.

E então, já tomou uma decisão? Comece agora a empreender e conte sempre com a gente!

Categorias