Pagamento De Impostos: Como Saber Se Sua Empresa Está Pagando Corretamente?

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

O pagamento de imposto passa a ser uma obrigação da empresa desde a sua abertura, e apesar de muitos empreendedores terem que lidar com uma rotina muito corrida, acabam pagando impostos em excesso e muitas vezes por falta de informação e tempo para analisar melhor essa questão que é de extrema importância. O fato é que isso é muito comum de acontecer, no entanto, este descuido com a gestão da empresa pode acarretar em sérios prejuízos no futuro.

Deste modo, é muito importante que o empreendedor conheça bem quais os impostos que a sua empresa paga, e claro, do jeito certo, afinal, este assunto precisa ser levado a sério e sem negligências, e é por essa e outras razões que neste artigo, você vai descobrir de fato se a sua empresa está pagando impostos corretamente, por isso acompanhe a leitura e tire todas as suas dúvidas.

 

Quais são os impostos que uma empresa deve pagar?

Uma empresa ao longo de sua gestão, precisa lidar com o pagamento de vários impostos, por isso é tão importante que os empreendedores procurem implementar uma gestão tributária mais assertiva para manter-se em dia com o Fisco, pagar corretamente e não sofrer com o pagamento de impostos com valores excessivos. Desta maneira uma empresa deve pagar seguintes tributos:

  • IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica);
  • CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido);
  • ICMS (Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicações);
  • IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados);
  • Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social);
  • Contribuição para o PIS/Pasep;
  • CPP (Contribuição Patronal Previdenciária).
  • ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza);

 

Como realizar o pagamento de imposto corretamente?

O sucesso de uma empresa depende muito de como seus donos encaram a gestão financeira, e se você tinha alguma dúvida sobre isso, preste bem atenção.

Ter uma gestão financeira organizada é fundamental para que uma empresa cumpra suas metas e alcance seus objetivos, uma vez que a parte tributária pode influenciar totalmente em seu desenvolvimento e ter um controle rígido dessa gestão pode evitar uma série de problemas com os órgãos fiscalizadores. Além disso, é importante saber que o pagamento de imposto de maneira incorreta, corrobora para o aumento da carga tributária, já que o Brasil é considerado o país que tem umas das maiores cargas tributárias do mundo e consequentemente pode ocasionar em prejuízos.

Sendo assim, pensando em como você empreendedor pode pagar o imposto corretamente e evitar qualquer tipo de problema, veja o que deve ser feito a seguir.

 

1- Escolha correta do CNAE

A escolha certa do CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas de acordo com as atividades que a empresa desempenha é o que vai dizer se a mesma pagará mais impostos ou não, por isso, durante o processo de abertura da empresa, é fundamental que o empreendedor escolha o CNAE conforme as atividades que irá desempenhar no mercado, porque em caso de registro incorreto o empreendedor poderá recolher imposto maior ou menor do que o devido.

Além disso, o CNAE determina qual o Regime Tributário que a empresa deverá se enquadrar e nessa hora, poder contar com a ajuda de uma contabilidade é muito importante, pois por falta de conhecimento técnico, muitos empreendedores acabam escolhendo as atividades sem saber direito o valor das cargas tributárias. 

 

2- Enquadramento tributário

Para definir o enquadramento tributário correto para a empresa, a ajuda de um profissional contador também é necessária, visto que a escolha determinará a forma que a empresa irá recolher o imposto. Atualmente as empresas brasileiras podem ser enquadradas em três regimes tributários:

 

Simples Nacional: este é um regime simplificado, normalmente para empresas com o faturamento anual de R$4,8 milhões, seus tributos são recolhidos de forma unificada, através da guia DAS e suas alíquotas variam de 4% a 22,90%.

Muitas empresas acabam escolhendo o Simples Nacional pelas suas vantagens, no entanto, conforme o faturamento da empresa vai aumentando acaba sendo necessário migrar para outro regime.

 

Lucro Presumido: é um regime que como o nome mesmo já diz, presume o faturamento de uma empresa de acordo com a margem de lucro obtido. É também um regime indicado para empresas que possuem faturamento anual de até R$78 milhões e suas alíquotas variam de acordo com cada atividade.

 

Lucro Real: nesse regime o lucro é levado em consideração para calcular o imposto, e geralmente é escolhido por empresas de grande porte e as alíquotas desse regime incidem de 15% e 9%.

Para saber mais informações e detalhes sobre cada um desses regimes, indicamos o artigo: Regime Tributário: Tudo que você precisa saber. 

 Portanto, caso uma empresa seja enquadrada em um regime tributário que não condiz com sua realidade, é possível que pague mais imposto do que deveria, o que com o tempo influenciará em grandes perdas na gestão financeira, é por esse motivo que o auxílio de uma contabilidade nessas horas pode ser muito benéfico, pois através da realização de um planejamento tributário, os profissionais contribuem para uma escolha assertiva e a redução do pagamento de impostos.

 

3- Parametrização dos impostos dos Produtos

O empreendedor precisa estar atento a outro ponto muito importante com relação ao pagamento de imposto, a parametrização de impostos do emissor de nota fiscal, pois se a parametrização é feita de maneira incorreta, as variáveis CFOP – Código Fiscal de Operações e de Prestações das Entradas de Mercadorias e Bens e da Aquisição de Serviços, NCM – Nomenclatura Comum do Mercosul, Unidades de Compra e Venda, Origem assim como a CST ou CSOSN – Código de Situação Tributária, o recolhimento do tributo pode ser totalmente influenciado resultando no aumento da carga tributária.

 Se você chegou até aqui, então descobriu se a sua empresa está pagando imposto corretamente. Agora se por alguma razão a sua empresa está enfrentando dificuldades e se você acha que está pagando imposto desnecessariamente, saiba que pode contar com a Talst Contabilidade. Sim, porque aqui você encontrará um parceiro estratégico que está do seu lado e pronto para te ajudar.

A Talst trabalha com soluções fiscais, tributárias, financeiras e empresariais e cuida dos mínimos detalhes para que você não tenha que se preocupar com burocracias e focar no que realmente importa, o sucesso do seu negócio.


Entre em contato com nossos especialistas e tire suas dúvidas, será um prazer te atender.

Categorias