Dropshipping: prós e contras dessa modalidade no e-commerce

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

Sabemos que adotar um modelo de negócio para vender produtos virtualmente nem sempre é fácil, é preciso pensar na estrutura, logística e no estoque, e querendo ou não, sempre escapa alguma coisa, afinal cada detalhe tem que ser considerado para que seja dado uma estrutura correta ao processo de compra e venda pela internet, porém se você já tem uma loja virtual e está pensando em adotar o Dropshipping, que tal entender primeiro como funciona e analisar os prós e contras dessa modalidade de e-commerce? Neste artigo você encontrará todas as informações necessárias para saber se vale a pena ou não essa opção de negócio.

 

O que é o Dropshipping?

Dropshipping é um modelo de negócio de comércio eletrônico em que o lojista anuncia o produto de um fornecedor em sua loja, e este mesmo fornecedor após o recebimento do pedido e o pagamento do cliente é também o responsável por toda logística e entrega do produto, além disso, cabe ao lojista fazer o pagamento para o fornecedor. Este modelo de negócio, possibilita ao lojista operar a venda sem estoque e com pouco investimento.

Achou difícil de entender? Então veja essa ilustração abaixo para compreender melhor como funciona essa técnica.

 

Apesar de ser um modelo de negócio que existe há muito tempo, a procura por essa modalidade teve um grande aumento e está motivando muitos empreendedores a investirem neste tipo de negócio, pois não é necessário iniciar com um grande capital, basta apenas encontrar um bom fornecedor e estruturar o modelo de vendas.

As famosas marcas Mercado Livre, eBay e Amazon já utilizam essa estratégia e além  de venderem produtos de terceiros em suas próprias “vitrines”, ainda dão aquela força para que mais empresas cresçam como e-commerce. Mas você também deve estar se perguntando qual a diferença entre o dropshipping e marketplace, já que algumas das marcas citadas também vendem neste formato.

Pois bem, na técnica dropshipping, o lojista usa o comércio eletrônico para intermediar a venda de produtos de terceiros como se fossem seus o que não permite ao cliente identificar de quem são os produtos e a marca, já no marketplace a loja virtual expõe os produtos e se encarrega de todo processo de entrega, logística e administração do estoque.

 

E quais os prós e os contras dessa modalidade?

Bom, antes de optar por essa modalidade é fundamental saber quais as vantagens e as desvantagens e algumas delas são:

  • É preciso pouco investimento para começar

Conforme falamos durante o artigo, não é necessário um grande investimento para começar neste modelo de negócio, pois para vender um produto não é preciso tê-lo em mãos e muito menos dispor de algum dinheiro para comprá-lo, afinal o cliente vai comprar o produto anunciado e o único papel do vendedor é encomendar com o fornecedor que fará a entrega do produto e caso ocorra um grande número de vendas ao ponto de não dar conta de tanta demanda, é preciso optar por novas parcerias e continuar com as vendas online.

 

  • Não há custos com estoque e transporte de mercadorias

Não precisar se preocupar com estoque e transporte de mercadorias pode ser um grande alívio para quem optar pelo dropshipping, além de não perder dinheiro com o armazenamento de produtos que podem ficar encalhados no estoque, também não terão preocupações com custos de transporte e logística de mercadorias, uma vez que ser essa função cabe apenas ao fornecedor, no mais o dono do e-commerce terá muito mais tempo para investir em outras estratégias e garantir o crescimento do seu negócio.

 

  • Existe a possibilidade de vender produtos variados

 Ter a possibilidade de vender o que quiser sem pensar em custos com frete também é uma vantagem deste modelo de negócio e o que pode garantir a expansão de público com a venda de produtos variados e o melhor, sem se preocupar com estoque, é como se a loja virtual funcionasse em formato de catálogo em que o vendedor anuncia qualquer tipo de produto para o cliente.

E aí, achou interessante? Mas antes de adotar o dropshipping como estratégia, veja também as desvantagens que devem ser consideradas.

 

  • Atrasos na entrega

Quando se trata de compra e venda de produto online, sabemos que existe uma grande possibilidade de haver atrasos na entrega, ainda mais quando essa não é a responsabilidade do vendedor, por isso é muito importante estabelecer uma parceria forte com o fornecedor, pois caso isso ocorra, o cliente vai culpar ninguém mais do que a loja onde ele comprou o produto, porque ele não tem nenhuma obrigação de entender como funciona o processo de entrega com o fornecedor, não é mesmo?  Em razão disso, para não prejudicar a reputação do e-commerce, é sempre bom estruturar a relação entre vendedor e fornecedor para cumprir com os prazos estipulados.

 

  • Qualidade dos produtos

 Apesar de ser um modelo de negócio muito prático, não é possível atestar a qualidade dos produtos, já que o fornecedor fica encarregado da entrega, porém caso o produto venha errado ou com defeito, o cliente vai acionar a loja para realizar a troca e como o próprio lojista não teve nenhum contato com o produto, ainda assim deverá resolver a situação.

Neste caso, a melhor coisa a se fazer é pensar bem no pós venda, afinal o consumidor tem direito ao ressarcimento e tentar contornar a situação de forma que o mesmo saia satisfeito fará com que a loja ganhe a confiança de mais um cliente.

 

  • Falta de comunicação com o consumidor

Não descartamos a chance de acontecer a compra de mais de um produto e que provavelmente a entrega ocorrerá por mais de um fornecedor e com datas diferentes o que pode deixar o cliente ainda mais chateado, deste modo, manter uma comunicação clara com o consumidor é fundamental para não prejudicar a experiência de compra, assim como  o desenvolvimento e reputação do negócio online.


Agora é a sua vez de decidir se vale a pena ou não adotar o dropshipping, tenha em mente que para essa estratégia funcionar adequadamente, é essencial ter fornecedores de qualidade com o mesmo ponto de vista para não prejudicar a imagem do seu negócio, lembre-se,  é importante também investir em estratégias de marketing e planejamento antes de começar.

Saiba que você também pode contar com a Talst para abrir o seu negócio gratuitamente, entre em contato com um de nossos especialistas e receba as melhores orientações de gestão financeira.

 

Categorias
Open chat
Vamos conversar? :)