em Artigos

Dificuldades para visualizar melhorias no seu negócio? Veja como resolver!

 

Os gestores que ocupam cargos estratégicos precisam estar sempre atentos de modo a conseguirem visualizar melhorias nos seus negócios, bem como detectarem as principais dificuldades que estão impedindo os objetivos de serem alcançados.

Mas nem sempre realizar esse diagnóstico é algo simples, afinal é preciso ter uma visão sistêmica de toda a empresa, pensando em maneiras de melhorar os resultados e o relacionamento com todos os parceiros de negócios (clientes, fornecedores, colaboradores, parceiros, etc.).

Se você está enfrentando dificuldades na hora de visualizar melhorias e fechar um diagnóstico preciso do seu negócio, continue a leitura!

 

Visão macro e pensamento sistêmico: qual a importância desses dois itens?

Como dissemos na introdução, para conseguir entender e visualizar as melhorias é primordial que o gestor tenha uma visão mais ampla da sua empresa, considerando que ela está incluída em um “ecossistema” maior, de modo a pensar também nas relações que ela possui e no papel que executa dentro de cada um desses relacionamentos.

Assim como a sua empresa é capaz de influenciar agentes externos, ela também é influenciada por eles, como alterações climáticas, mudanças socioeconômicas, inovações tecnológicas e muitos outros pontos.

É claro que os elementos internos também afetam essa equação. Clima organizacional, processos, saúde financeira, bons colaboradores, entre outros podem interferir diretamente nos seus resultados.

Porém, ainda que muitos gestores entendam esse complexo contexto, nem todos se lembram de ter uma visão global na hora de analisar os resultados da empresa e acabam se focando apenas em ações isoladas, sem se atentar para a repercussão dessas em uma visão macro.

Por isso, é importante que o gestor consiga fazer uma análise mais profunda de todo o ecossistema que permeia a empresa, pensando em projetos, estratégias e processos que sejam capazes de influenciar positivamente tanto os agentes internos como externos do seu negócio.

 

Assim, o primeiro passo é ter uma visão sistêmica da sua organização, compreendendo a função dos diferentes players no sucesso da sua empresa e também ficando de olho na interação entre os vários agentes econômicos, como:

  • o cenário em que a empresa está inserida e as forças que atuam no contexto;
  • as partes que impactam e são impactadas pelas ações da sua organização;
  • o funcionamento desse “ecossistema” próprio e a influência dele nos negócios da sua empresa.

 

Como identificar problemas e visualizar melhorias no negócio?

Como você viu a partir da leitura do tópico anterior, a visão macro e o pensamento sistêmico ajudam o gestor a entender melhor tudo o que compõe o seu ambiente de negócios – e assim tomar decisões mais ponderadas, sempre refletindo sobre as consequências de cada medida dentro do contexto.

Veja algumas dicas para conseguir pontuar os principais problemas e as melhorias necessárias para o crescimento da sua empresa.

 

Compreenda o contexto

O primeiro ponto é entender o contexto no qual a sua empresa está inserida, avaliando os impactos de cada ação dentro da sua cadeia de valor (clientes, sociedade, fornecedores, etc.).

A partir desses dados, você conseguirá ter uma visão sistêmica do seu negócio e de todos os pontos que a influenciam positiva ou negativamente.

 

Mapeie as demandas

Agora que você já sabe quais são as forças que estão agindo sobre a sua empresa, tente mapear as demandas e exigências de cada uma delas. Por exemplo, os acionistas podem exigir maiores lucros, os fornecedores querem vender com lucros maiores, os governos pedem por pagamentos de mais tributos, etc.

Saber quais são essas demandas (e entender o grau em que cada uma delas afeta o seu negócio) auxilia a pensar em ações e formas de negociações para tornar a balança estável.

 

Defina os gargalos

A partir disso, comece a entender quais são os principais gargalos que merecem atenção na sua empresa, tanto em relação aos processos internos como externos. A ideia é pensar em quais pontos estão impedindo o seu negócio de crescer, como:

  • dificuldades com fornecedores;
  • problemas de clima organizacional e desmotivação dos funcionários;
  • aumento da concorrência;
  • mudanças econômicas;
  • processos internos burocráticos;
  • falta de controle financeiro;

 

Pense em um programa de melhorias

Depois de todos esses passos, você terá uma visão muito mais ampla da sua empresa e conseguirá pensar em ações que realmente resolvam os seus gargalos e que não causem impactos negativos em outros setores.

Por exemplo, não adianta querer aumentar a produção às custas de uso de ações não sustentáveis. Já que isso poderá comprometer, em longo prazo, a imagem do seu negócio, reduzindo as vendas.

Por isso, a visão macro é essencial nesse processo, permitindo que você trace um plano adequado de melhorias que causem impactos positivos interna e externamente, sempre mantendo as relações positivas da sua empresa com os demais públicos e agentes importantes do seu setor.

 

Estabeleça indicadores de desempenho

Como saber se as metas que você estipulou estão sendo alcançadas? Ou que os gargalos realmente estão sendo resolvidos? Por meio dos indicadores de desempenho.

Eles são métricas que você deverá verificar de tempos em tempos e que irão balizar as suas ações, mostrando desvios em relação ao objetivo ou as chances de cumprimento da meta.

 

Use ferramentas sistêmicas

Nem sempre tomar todos esses passos é algo simples. Mas existem algumas ferramentas que podem lhe ajudar a entender melhor o relacionamento da sua empresa com os diversos públicos e os principais gargalos que estão impedindo o seu crescimento.

Um bom exemplo é o ciclo PDCL. Cada letra corresponde a uma ação que precisa ser tomada: Plan (planejar), Do (fazer), Check (verificar) e Learn (aprender).

Assim será mais fácil identificar as melhorias constantes para atingir os objetivos e as metas de excelência.

 

Comprometa-se com a melhoria contínua

Lembre-se que tudo está em constante alteração. Por isso, as medidas tomadas hoje podem não surtir mais o efeito esperado dentro de alguns meses. Isso significa que o processo de busca por melhorias precisa ser contínuo.

Mesmo as empresas que já trabalham em um patamar de excelência precisam continuar refazendo esses processos, sempre verificando os seus gargalos internos e externos e pensando em ações que ajudem a melhorar os seus resultados.

Implementar uma política de melhoria contínua ajuda a deixar os seus processos internos mais saudáveis e a melhorar as relações com os seus públicos de interesse, tornando a sua empresa mais competitiva.

Como você viu, para visualizar as melhorias necessárias no seu negócio é preciso começar a trabalhar a visão sistêmica, pensando em todo o macroambiente e também no microambiente e nos pontos que podem estar influenciando os seus resultados.

 

Você gostou deste conteúdo? Compartilhe as nossas dicas com os seus amigos gestores e ajude-os a tornarem suas empresas mais competitivas!

Postagens Recentes
assessoria contábil