Custos na folha de pagamento: como reduzi-los? (sem demitir funcionários)

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

Para os gestores de empresa, ter que lidar com os custos na folha de pagamento pode se tornar um grande desafio, ainda mais durante o período da crise econômica causada pelo novo coronavírus. O grande impacto na economia fez com que o número de demissões de colaboradores crescesse, obrigando os donos de empresas a tomarem medidas para otimizar os lucros e controlar as despesas como um meio de manter o orçamento até a normalização das atividades.

O que poucas pessoas sabem é que reduzir os custos na folha de pagamento sem demitir funcionários é totalmente possível, e as soluções que apresentaremos neste artigo está ao alcance de todos, mas para isso, é imprescindível também analisar as possibilidades que melhor se encaixam no seu negócio e fazer disso um diferencial para que a sua empresa continue superando todas as dificuldades da melhor forma.

E o que fazer para reduzir os custos na folha de pagamento?

Tenha em mente que não existe uma fórmula mágica para reduzir os custos, o segredo é fazer  algumas alterações na rotina dos colaboradores, bem como na parte administrativa da empresa, esses pequenos detalhes muitas vezes não são percebidos e acabam impedindo a conquista de bons resultados no negócio. 

Reduza o número de horas extras

Você já parou para pensar que reduzir o número de horas extras pode contribuir para a organização da rotina de trabalho do colaborador? Assim como também pode diminuir os custos de despesas fixas como energia e água?

Para ficar ainda mais fácil de entender, reduzir o número de horas extras interfere de forma positiva na qualidade de vida do colaborador, uma vez que impor limites para a execução de tarefas proporciona mais disciplina para ser produtivo e dessa forma, não é preciso de mais tempo para concluir as atividades, os obrigando a permanecer mais tempo dentro da empresa, o que consequentemente interfere nas despesas fixas.

Para que isso não aconteça, o ideal é analisar bem as tarefas de cada colaborador a fim de detectar aqueles que estão mais sobrecarregados e até quem sabe dividir as tarefas. Mesmo que não seja o caso, saber delegar as funções de maneira adequada é uma forma de valorizar a qualidade de vida do colaborador e para as organizações que é impossível reduzir as horas extras, uma segunda alternativa para diminuir os custos na folha de pagamento, é estabelecer um banco de horas para ser usado no período das  férias e das folgas, para isso, é preciso consultar os sindicatos das categorias para saber se é possível a implementação.

Aposte no Home Office

Uma outra maneira de reduzir os custos na folha de pagamento sem demitir os funcionários é apostar no home office, essa alternativa permite que o funcionário trabalhe remotamente e ainda propicia diversas vantagens para a empresa como redução de custo

Apesar de muitos líderes de equipe fazerem muita questão da presença do funcionário na empresa, adotar o home office também permite controlar a jornada de trabalho e acesso aos dados referente às suas atividades. Além disso com o home office, a redução de gastos na folha de pagamento é notória, pois não é preciso o pagamento do vale transporte, visto que o colaborador não precisará se deslocar até o local de trabalho, no entanto os demais auxílios que correspondem ao dia de trabalho, como por exemplo alimentação, devem continuar sendo pagos, pois o trabalhador não deixa de se alimentar por prestar o serviços em casa.

Como vantagem para empresa  ao aderir o home office, é possível economizar com energia, luz, materiais de limpeza e higiene, da mesma forma que também não há a necessidade de realizar a manutenção em computadores, ou seja apostar no home office é uma alternativa bem eficiente para reduzir custos com a folha de pagamento e com os gastos que a empresa possui.

Reveja os departamentos da empresa

 Reavaliar os departamentos da empresa é também um caminho para reduzir os custos e a fim de melhorar o orçamento, por isso é importante pensar que é possível que os departamentos possam trabalhar em conjunto dividindo o mesmo espaço físico. Hoje existem muitas empresas que integram setores, outras passam a terceirizar os departamentos para economizar no pagamento de mão de obra para exercer algumas funções.A terceirização pode ser benéfica para empresa para ampliar o local físico de trabalho sem perder a qualidade da execução do serviço, é uma solução mais eficaz.

 Mantenha a documentação em ordem

Manter a documentação em ordem é fundamental para evitar ações trabalhistas no futuro, por isso, faça cópias de segurança e backups de arquivos digitais para não perder nenhum documento. É importante também manter os arquivos de demissão e admissão dos colaboradores atualizados, caso ocorra uma fiscalização, terá tudo organizado e em mãos.

Reduza a jornada de trabalho durante a pandemia

No mês de março de 2020 o país foi declarado em estado de calamidade pública devido à pandemia, e por conta disso, várias medidas foram tomadas desde o âmbito econômico, da saúde e até trabalhista para poder auxiliar todas as pessoas afetadas.

Sendo assim, foi criada a Medida Provisória 936/2020 para a suspensão do contrato de trabalho ou a diminuição de salário  e de jornada de forma temporária entre 60 e 90 dias. A medida que foi votada e aprovada pelo Senado Federal já foi colocada em prática e esses prazos logo se estenderam porque ainda não houve o total controle da pandemia e muitos menos da crise econômica.

Em resumo, a MP 936/2020 prevê a suspensão do contrato de trabalho e orienta a diminuir a folha de pagamento durante a pandemia, bem como também corresponde à ausência da prestação de serviço pelo funcionário, e em contrapartida, o empregador não precisa pagar os salários. Para os empregados que fossem afetados, o Governo Federal garantiu o pagamento de uma remuneração mensal equivalente ao seguro desemprego. Como vantagem essa medida permite que haja mais tempo para a organização do fluxo de caixa da empresa e a desoneração da folha de pagamento, o contrato com o empregado não é rompido e ao final da suspensão, é possível que o mesmo volte a cumprir seus serviços e a receber seu salário.

Já a limitação das jornadas de trabalho e salários, foram limitadas nas proporções 25%, 50% ou 75%. Assim como a primeira medida citada anteriormente, o Governo Federal também garantiu um salário proporcional ao seguro desemprego, por isso, para aqueles que tiveram seus salários limitados a 50% também receberia  50% do valor que seria pago de seguro desemprego em caso de dispensa sem justa causa. Essas foram as medidas tomadas como solução para desobstruir a folha de pagamento dos funcionários temporariamente.


E então, o que achou das soluções que apresentamos para reduzir os custos na folha de pagamento? A partir dessa leitura você já pode ter uma ideia do que é possível ou não fazer para reduzir os custos na sua empresa e saiba que se precisar de ajuda e orientação para começar, a Talst Contabilidade  tem uma equipe de especialistas de Administração Pessoal para acompanhar toda a rotina necessária da sua empresa e ainda realizar todo o processo administrativo a fim de atender todas as necessidades e evitar quaisquer objeções trabalhistas.

Quer saber mais como funciona? Entre em contato e vamos conversar! 🙂

 

 

 

Categorias