em Artigos

Uma cena muito comum é o empresário abrir o seu negócio e ir tocando a empresa sem ter uma ideia clara se ela está dando lucro ou prejuízo, guiando-se basicamente apenas pela intuição.

Embora isso seja bem comum, não é nem um pouco adequado. Afinal, sem saber como está a vida financeira do seu negócio é difícil pensar em expansões, corte de gastos ou ações para reverter um cenário ruim.

Acabou se vendo nesta situação acima? Continue a leitura e descubra como identificar se você está perdendo dinheiro com o seu negócio!

 

Redução nas vendas

Se as vendas estão estagnadas e o estoque parado é um sinal claro de que algo não vai bem. Os motivos podem ser vários, como:

• preço de venda acima da média do mercado;

• qualidade do produto não condiz com o valor ou com o que a concorrência oferta;

• preço dos concorrentes;

• falta de ações de marketing;

• time de vendedores sem treinamento ou motivação;

Sem vendas nenhuma empresa é capaz de sobreviver e nem de crescer. Por isso, esse é um alerta importante. O primeiro passo é tentar identificar o que está causando a situação.

Caso não consiga entender os motivos por trás dessa queda, você poderá tomar algumas iniciativas para analisar como a clientela reage, como: fazer promoções, investir em ações de marketing, modificar o ponto de venda, etc.

 

Reclamação dos clientes

Clientes insatisfeitos costumam não voltar a fazer negócios com você e ainda corre-se o risco de eles fazerem uma propaganda negativa da sua empresa. Tudo isso, gera impactos financeiros significativos em médio e longo prazo.

Então, é sempre importante cultivar um bom relacionamento com os seus consumidores e tentar resolver as reclamações, revertendo a situação negativa.

Lembre-se que, algumas vezes, os clientes podem estar insatisfeitos mas não comentarem esse sentimento com você, porém com o tempo eles poderão deixar de comprar do seu negócio e as vendas começarão a cair.

Uma maneira de se policiar nesse sentido é investir nas pesquisas de satisfação, de modo a analisar o quanto seus consumidores sentem-se realizados com o seu produto/ serviço e também o seu atendimento.

 

Rotatividade dos funcionários

Um quadro de funcionários instável é outro sinal de que a sua empresa não vai bem – e esse “contrata” e “desliga” também gera impactos financeiros ao seu negócio.

Além das questões trabalhistas que precisam ser acertadas, a empresa terá de arcar com novos processos seletivos e com a perda de produtividade natural que acontece durante a adaptação do novo funcionário.

Essa rotatividade pode ser causada por muitos pontos como: alta competitividade entre os colaboradores, salários baixos, desmotivação, clima corporativo ruim, cobranças excessivas, falta de plano de carreira, falta de benefícios, etc.

Analise o que está levando à essa situação e tente revertê-la o mais rápido possível. Afinal, se a sua empresa passar a ser vista como “má empregadora”, poderá ser difícil atrair e reter novos talentos.

 

Desorganização financeira

A desorganização financeira é um dos principais motivos que fazem muitas empresas fecharem as portas. Gastos não registrados (ou registrados de forma indevida), falta de planejamento no pagamento das contas, desconhecimento das despesas e desorganização no fluxo de caixa podem impedir que a sua empresa prospere.

Por isso, é indispensável começar hoje mesmo a organizar a vida financeira do seu negócio. O primeiro passo é entender quais são os custos fixos e variáveis. A partir de então, crie formas de registrar todas as entradas e saídas e programe os pagamentos para dias fixos.

Depois de tudo organizado, o próximo passo é iniciar o planejamento financeiro, usando esses dados para prever as entradas e saídas, a quantidade de vendas necessária para estabilizar o caixa, entre outras ações.

 

Baixa produtividade

Outro problema que impacta bastante no sucesso ou no fracasso dos negócios é a baixa produtividade. Ela pode estar relacionada as altas taxas de retrabalho ou a sobrecarga dos seus funcionários.

Por isso, é importante investir em capacitação profissional, estruturação dos processos internos, acompanhamento de métricas de produtividade e, se for o caso, na contratação de novos profissionais para desafogar os seus times.

 

Baixa lucratividade

Em alguns casos, as empresas até possuem bons números de vendas, mas eles não se traduzem em lucratividade. Isso pode ser apenas uma situação temporária, como devido a gastos pontuais para alguma ação emergencial. Mas também pode ser um fator importante e capaz de impedir o sucesso do seu negócio.

Gastar mais do que arrecada costuma ser o fator primordial para a baixa lucratividade. E isso está diretamente atrelado a falta de controle financeiro e o desconhecimento dos custos fixos e variáveis.

Mas o problema também pode estar relacionado a uma precificação incorreta, que não inclui os custos indiretos de produção ou de venda, por exemplo, ou os impostos e tributos.

Nesse caso é essencial buscar entender os motivos que estão causando essa situação para poder revertê-los rapidamente.


 

 

Incapacidade de pagar os juros

Ter dívidas é algo normal para a maioria das empresas. Porém, é fundamental que o negócio consiga, ao menos, gerar dinheiro suficiente para pagar os juros dessas dívidas. Caso contrário, o saldo devedor começará a aumentar mensalmente, fugindo do controle e levando a empresa à falência.

O Demonstrativo de Resultados é uma ferramenta importante para acompanhar os gastos com juros. Para saber se a sua empresa está saudável, basta comparar a geração de caixa com o valor pago em juros.

Um indicador importante nesse sentido é o de Liquidez Corrente que determina se a empresa pode cumprir com as suas obrigações em curto prazo. Ele é calculado dividindo-se o total de ativos correntes pelo total de passivo corrente.

Se o resultado for maior que 1, isso indica que o negócio tem boas condições de arcar com as suas dívidas, já um resultado menor que 1 mostra problemas financeiros em um futuro próximo.

Depois de ler este conteúdo, ficou mais fácil identificar se a sua empresa está perdendo dinheiro ou possui um futuro promissor pela frente? Se você ainda tem alguma dúvida, é só deixar um comentário pra gente!

Postagens Recentes
controle contábil